17/05/2022

O que são doenças inflamatórias intestinais?

Doença Inflamatória Intestinal (DII) é um termo genérico usado para descrever uma condição inflamatória crônica de intensidade variada do trato digestivo. Trata-se, portanto, de um conjunto de sinais e sintomas que se manifestam, predominantemente, no cólon (intestino grosso). Os tipos mais comuns de DII são a colite ulcerativa e a doença de Crohn. A primeira é uma inflamação caracterizada por úlceras – quer dizer, feridas – no revestimento interno do cólon e do reto. A segunda também é um quadro inflamatório crônico, mas que pode acometer qualquer parte do tubo digestivo. Porém, a causa precisa da DII permanece desconhecida. Sabe-se que uma dieta ruim e o estresse podem agravar os sintomas, mas não são a causa desta condição. Uma causa possível é um mau funcionamento do sistema imunológico. Outra causa possível tem a ver com a hereditariedade, a qual parece desempenhar um papel em que a DII é mais comum em pessoas que têm familiares com a doença.

 

Dia Mundial das Doenças Inflamatórias Intestinais

O Dia Mundial das Doenças Inflamatórias Intestinais (DIIs) é comemorado em 19 de maio de cada ano, foi idealizado em 2010 por organizações de pacientes que representam mais de 50 países nos cinco continentes e é coordenado pela Federação Europeia de Associações de Crohn e Colite Ulcerativa (EFCCA). A estimativa é de que cerca de 10 milhões de pessoas em todo o mundo vivam com Doença Inflamatória Intestinal. Trata-se de uma doença relevante, afetando, principalmente, jovens em idade ativa, motivo pelo qual este quadro de saúde requer muita atenção, cuidados específicos e conscientização, haja vista o impacto que ela tem na vida pessoal e profissional de uma pessoa.

 

 

Sintomas das doenças inflamatórias intestinais

Os sintomas da DII variam, dependendo da gravidade da inflamação, onde ela ocorre e podem, ainda, variar de leve a grave. Ademais, é provável que a pessoa tenha períodos de doença ativa seguidos por períodos de remissão. “Os sintomas da doença intestinal inflamatória variam conforme a parte do intestino afetada e se a pessoa tem doença de Crohn ou colite ulcerativa. Pessoas com doença de Crohn normalmente têm diarreia crônica e dor abdominal. A pessoa com colite ulcerativa normalmente tem episódios intermitentes de dores abdominais e diarreia sanguinolenta. Em ambas as doenças, as pessoas com diarreia persistente podem perder peso e se tornar desnutridas”, explica o Manual MSD. (https://www.msdmanuals.com/pt-br/casa/dist%C3%BArbios-digestivos/doen%C3%A7as-intestinais-inflamat%C3%B3rias-dii/considera%C3%A7%C3%B5es-gerais-sobre-doen%C3%A7as-intestinais-inflamat%C3%B3rias-dii)

Sinais e sintomas comuns à doença de Crohn e à colite ulcerativa incluem:

  • Diarreia
  • Febre
  • Fadiga
  • Dor abdominal e cólicas
  • Sangue nas fezes
  • Apetite reduzido
  • Perda de peso não intencional

 

 

Diagnóstico das DDIs

O diagnóstico das DIIs é realizado geralmente pelo médico gastroenterologista. Durante a consulta, ele faz uma anamnese e exames físicos detalhados. Contudo, a realização de exames complementares pode ser necessária.

Automedicação é risco à saúde e à vida

Os principais exames para a confirmação do diagnóstico são os de sangue, de fezes e estudos radiológicos, como raio-X, tomografia e ressonância. Estão incluídos também os exames endoscópicos para uma visualização dos órgãos do tubo digestivo – como a colonoscopia, a retossigmoidoscopia e a endoscopia digestiva alta – além da realização biópsias.

 

 

Tratamento das doenças inflamatórias intestinais

A DII não tem cura e seu tratamento visa a melhorar os sintomas como, por exemplo, dor abdominal, prisão de ventre e diarreia. Normalmente, os pacientes precisam fazer mudanças na alimentação e no estilo de vida, além de fazer uso de medicamentos em fases mais intensas, ou seja, aquelas que provocam muito desconforto. O paciente pode passar longos períodos sem manifestações clínicas, mas o problema sempre pode retornar, tanto por distúrbios intestinais quanto por fatores emocionais. Contudo, o objetivo do tratamento é preservar a qualidade de vida, minimizar tanto quanto possível os sintomas e evitar que complicações possam ocorrer de imediato e a longo prazo.

 

 

Quando procurar auxílio médico

Consulte o seu médico se ocorrer alguma alteração persistente nos seus hábitos intestinais ou se tiver algum dos sinais e sintomas de doença inflamatória intestinal. Lembre-se que a DII pode se agravar e, mesmo em casos mais leves, quando não tratada devidamente, causará prejuízos à vida diária de quem convive com ela.

 

 

Fontes

Biblioteca Virtual em Saúde (Ministério da Saúde): https://bvsms.saude.gov.br/19-5-dia-mundial-da-doenca-inflamatoria-intestinal/

Manual MSD (versão saúde para a família): https://www.msdmanuals.com/pt-br/casa/dist%C3%BArbios-digestivos/doen%C3%A7as-intestinais-inflamat%C3%B3rias-dii/considera%C3%A7%C3%B5es-gerais-sobre-doen%C3%A7as-intestinais-inflamat%C3%B3rias-dii

CDD – Crônicos do Dia a Dia: https://cdd.org.br/doenca-inflamatoria-intestinal/?gclid=Cj0KCQjw4PKTBhD8ARIsAHChzRI5VIO2C84PAyOIiGqrtdvspvBXtSJelOWnEYEPvZPCAlWuehgbOpYaAkkTEALw_wcB#1

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Twitter
Newsletter
Newsletter

Assine nossa newsletter

Assine a nossa newsletter para promoções especiais e atualizações interessantes.


    Política de privacidade